top of page

Água Santa luta, mas perde para o Palmeiras na Arena Inamar

Equipe de Diadema teve 16 chutes ao gol durante o jogo, mas não conseguiu alterar o placar


O Água Santa perdeu a série de invencibilidade que durava cinco jogos no último domingo (12). O algoz foi o Palmeiras, líder do Paulistão que venceu a partida na Arena Inamar por 1 a 0. Mesmo com a derrota, o time de Diadema manteve a vice-liderança do grupo B com 11 pontos, 1 a mais que o Guarani, que subiu para 10 pontos. Em oito jogos até aqui, o Netuno conta com três vitórias, dois empates e três derrotas.



O primeiro tempo começou bem disputado, com as principais ações sendo protagonizadas pelo time da casa. O Água Santa foi para o jogo com algumas alterações, a principal delas foi no setor defensivo, onde Rodrigo Sam, Didi e Joilson mantinham com muita segurança uma linha de três zagueiros. No meio, Kadi e Thiaguinho davam sustentação de marcação e abriam espaços para os alas Reginaldo e Bruno Xavier abusarem dos espaços. Bruno Xavier e Todinho tiveram as principais chances da primeira etapa, que terminou empatada.


No segundo tempo, os visitantes voltaram melhor e tinham mais volume no ataque. Com mais posse de bola, o Palmeiras organizava o jogo com calma a procura de espaços. Após cruzamento na área, Rony cabeceou, o goleiro Ygor Vinhas chegou a defender e a bola sobrou para Gustavo Gomes, impedido, terminar a jogada do gol. O lance foi para o VAR e demorou quase cinco minutos para ser checado. A conclusão da arbitragem de vídeo foi que a bola entrou na cabeçada de Rony. Gol validado que manteve o Verdão na frente do placar.


Mesmo com a desvantagem, o Netuno manteve a organização e respondeu bem ao baque. Com a desvangem, o técnico Thiago Carpini optou por abdicar de um marcador e tirou Thiaguinho para entrada de Lelê. Ele promoveu ainda a entrada de Ronald no lugar de Bruno Xavier. As mudanças melhoraram a criatividade da equipe. Após troca de passes com Lelê, Reginaldo fez lindo cruzamento e por muito pouco Bruno Mezenga não empatou a partida.


O jogo começou a ficar quente com abuso de falta dos dois lados. Endrick, que havia acabado de entrar, fez falta em Rodrigo Sam, que não gostou nada das provocações do jovem atleta. Alguns minutos depois, o capitão disputou a bola com o atacante, mas Endrick levou a pior e chegou a cair nas placas de LED. Foi o suficiente para o banco do Palmeiras enlouquecer e partir pra cima de Rodrigo. A confusão foi generalizada e no meio disso sobrou para o técnico Thiago Caprini, que acabou expulso por sair da sua área técnica.


Com os ânimos acalmados, o jogo voltou com o Água Santa pressionando a saída de bola do Palmeiras e tentando o gol de empate. Isso abril brechas e o Palmeiras se aproveitava delas. Em um desses lances, Lelê foi tentar recuar a bola para Rodrigo Sam, foi derrubado pelo jogador do Verdão, que tocou para Rony sozinho fazer o segundo gol dele. O lance foi novamente para o VAR, que dessa vez anulou o gol e deu falta no camisa 20 do Netuno.


Mesmo buscando o gol, o placar não foi alterado e o Palmeiras venceu o confronto, válido pela 8ª rodada do Campeonato Paulista. O próximo confronto do Netuno será já nesta quarta-feira, às 15h, contra o Red Bull Bragantino, na Arena Inamar.




Comments


  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Instagram ícone social
bottom of page